— Grupo de pesquisa "Jovens/Juventudes"

Jovens militantes confiam na família

Saiu na coluna da jornalista Mônica Bergamo (Folha de São Paulo, 19/11/2009):

“Jovens militantes, integrantes de ONGs, movimentos sociais e religiosos e partidos políticos, apontam a família como a instituição mais confiável do país, com 68,3%. É o que revela uma pesquisa realizada pelas sociólogas Mary Castro e Miriam Abramovay, que ouviram 2.000 deles reunidos numa conferência nacional. A religião superou o Estado em credibilidade: Igreja Católica (15,3%), igrejas evangélicas (11,3%) e o candomblé (4%) aparecem à frente da polícia (1,7%), das Assembleias Legislativas e Câmaras de Vereadores (1,6%) e do Congresso (1,5%).

SOY CONTRA
Outros resultados da pesquisa também refletem a educação tradicional recebida pela maioria dos jovens, mesmo aqueles engajados na mobilização política: 60,5% dos entrevistados se declararam contrários à legalização das drogas e 46,1% manifestaram oposição à descriminalização do aborto”.

post: Rita Alves