Teoria crítica, Formação e Cultura

1999-atual

 O grupo de pesquisa Teoria crítica, Formação e Cultura, tem desenvolvido, desde sua constituição, em 1999, estudos e pesquisas relacionados à formação e seus nexos com a educação e a psicologia, adotando como referência as análises da teoria crítica da sociedade, em especial,as obras de T.W. Adorno, M. Horkheimer e H. Marcuse. São referências básicas os autores e respectitivas considerados fontes importantes para o desenvolvimento da teoria crítica, dos quais mencione-se: Kant e Hegel(da Filosofia), Marx e Engels( Economia Política), Freud (da Psicologia e Psicanálise, Weber (da Sociologia. Para melhor registrar a produção e repercussão do grupo, ela está subdividida em triênios.

2002-2005

 Como desdobramento dos resultados obtidos no período anterior,foi realizado um projeto de pesquisa que trata da relação entre psicologia e educação, no Brasil,intitulado “Psicologia Social e Educação no Brasil”,com apoio do CNPq, vinculado à PUCSP, particularmente a dois Programas de Pós-graduação dessa instituição, a saber: Psicologia Social[PSO] e Educação: História, Política, Sociedade[EHPS] Os objetivos gerais desse projeto são: 1]investigar a presença de autores norte-americanos ligados à Psicologia e à Psicologia Social na educação brasileira , desde início do século XX, 2] recuperar os estudos e análises desenvolvidos pelos autores da teoria crítica acerca da Psicologia e das ciências sociais norte-americanas. Nos Programas  em que foi realizado, serviu tanto como uma referência importante para a discussão de questões relativas à educação, à formação e à Psicologia Social-sob a forma de disciplinas e atividades acadêmcias de pesquisa-tal como se fazem presentes no pensamento e análises dos autores da Teoria Crítica da Sociedade, quanto serviu de base para a consecução de pesquisas, de mestrado e doutorado, acerca de questões contemporâneas.Como os pesquisadores e os estudantes atuarem em universidades localizadas em diversos estados e cidades brasileiras, a formação e a produção a ele associada permite considerar que esse fator contribuiu  para que o nosso trabalho tenha obtido uma ampla divulgação e uma repercussão consistente.

2005-2007

Como desdobramento da trajetória do grupo, até 2007, constituiram referências pricipais do grupo de pesquisa, dois projetos aos quais se vinculam pesquisadores e alunos de mestrado e doutorado:”Psicologia eo ensino secundário no Brasil” (coordenado pelo prof. Odair Sass) e “Preconceito e atitudes em relação à educação inclusiva”(coordenado pelo prof. José Leon Crochík), ambos vinculados ao CNPq e desenvolvidos junto aos Programas de Pós-graduação da PUCSP em Educação: História, Política, Sociedade e em Psicologia Social. Registre-se que o primeiro projeto mencionado, embora tenha seu prazo de execução formalmente encerrado, permaneceu vigendo junto à PUCSP, em virtude de ainda manter pesquisa de doutorado concluída em 2009.

2008-2011

Neste período, o projeto de pesquisa de referência para o triênio, intitulado” Relações entre Psicologia e Estatística na constituição do campo educacional”, coordenado peolo professor Odair Sass, em andamento junto à PUCSP, com apopio do CNPq, é mais um dos desdobramnetos dos projetos anteriores.Mantendo como referencial a teoria crítica,os objetivos gerais desse projeto são:

1. identificar e analisar os principais fatores sócias e políticos que deram sustentação, no âmbito educacional, para o estabelecimento dos vínculos da psicologia com a estatística.

2. analisar as produções científicas que consubstanciaram, na educação, os vínculos da psicologia com a estatística, enfatizando as aplicações educacionais e, reciprocamente, as repercussões dos conhecimentos obtidos na educação, em cada uma das duas disciplinas.

3. relacionar a possível associação entre os modos de inserção da psicologia e da estatística na educação e os mecanismos de padronização dos comportamentos e de fortalecimento do controle social.

Mantém, como antes, vínculos com pesquisadores de outros grupos de pesquisa, além de alunos de Iniciação Científica, de Mestrado e de Doutorado do Programa de Educação: História, Política, Sociedade da PUCSP.

Articula-se, além disso, com o projeto de pesquisa do professor José Leon Crochík, “Preconceito em relação aos ‘Incluídos’ na Educação Inclusiva” cujo tema é o da relação entre exclusão e inclusão social, com a questão de se algumas formas de inclusão, ainda que sem intenção, não estão gerando outras formas de exclusão. Toma-se o preconceito como variável central, representado pelas ações de segregação e marginalização, a serem verificadas em escolas que estejam desenvolvendo a educação inclusiva, em andamento junto à USP,com apoio do CNPq. Essa articulação resultou que os dois projetos são os suportes para a consecução do projeto temático, Teoria crítica, Formação e Indivíduo, em andamento, desde 2009.